Teu Cérebro

Teu cérebro é o espelho luminoso a refletir a beleza da Vida no aprimoramento e na sublimação de teu mundo espiritual.
Filtro divino, por ele, sabe traduzir os cânticos da natureza, entendendo a glória do firmamento que te espera e os tesouros da Terra que te alenta e aperfeiçoa.
Com ele, pesas a estrela, medes a distância dos astros, analisa a essência da luz, aprecias a estrutura da flor…
Através dele, navegas no espaço e desces ao abismo oceânico.
Manejando-o, conjugas as forças e os elementos que te circundam, acendendo o fulgor do progresso.
Aproveitando-o, redimiste os metais, ergueste o santuário doméstico e traçaste caminhos múltiplos à solidariedade.
Não uses semelhante instrumento para ferir o próximo e oprimir-lhe a existência.
Deixa que a bondade e a compreensão, a fé e a harmonia se expressem por teu pensamento, a fim de que o Sol do Amor resplenda em teu roteiro.
Guarda-o na humildade e no equilíbrio, na educação e no serviço, para que as energias do Céu se exprimam na Terra por intermédio de tua vida.
Medita na responsabilidade de discernir e pensar.
A razão é a luz que nos distingue dos animais.
Saibamos, assim, levantá-la ao nível do conhecimento superior que já nos felicita o destino, através da ação permanente e infatigável no bem, porque calcular exaltando o egoísmo e o raciocínio em favor do crime é lançar sobre o espelho de nossa mente a lama das trevas que nos compelirá amanhã a padecer idiotia e loucura, indispensáveis à nossa limpeza para o dia da redenção.

Emmanuel
Psicografia de Chico Xavier, em 19.9.1955
No Centro Espírita Luiz Gonzaga