Plantação Espiritual

Numa só existência podem viver diversas situações.
Num só dia, é possível a prática de atos numerosos.
Numa hora apenas tua mente pode criar múltiplos pensamentos.
Não olvides que todos nós estamos plantando espiritualmente no tempo.
Cada instante, quando queremos, pode ser o começo de gloriosa renovação, tanto quanto pode representar o início de quedas e equívocos deploráveis.
Articula os acontecimentos que te rodeiam para o bem, insiste na projeção dos atos que te possam honrar e ajudar a ti mesmo, imaginando o que seja útil, edificante e belo.
Não é necessário perder o corpo no túmulo para que venhas a renascer.
Cada instante, quando queremos, pode ser o começo de gloriosa renovação, tanto quanto pode representar o início de quedas e equívocos deploráveis.
Auxilia a ti próprio, produzindo o bem. Sem que percebas, vives invariavelmente nas vidas que te cercam.
Observa o que te trazem ao coração aqueles que te acompanham.
Se a mentira ou a aversão te visita, não te esqueças de que constituem os frutos de tua própria plantação.
Cada criatura reflete em si aquilo que lhe damos ou impomos.
Nas alheias demonstrações para conosco é possível analisar a qualidade de nossa sementeira.
Aprendamos a cultivar o auxílio fraterno, o trabalho construtivo, a concórdia santificante e a solidariedade fiel, através de todos os passos e de todos os minutos, porque o amanhã será resposta viva a nossa conduta de hoje, tanto quanto a bênção ou a dor de agora consubstanciam os resultados das nossas ações de ontem.
Caminha iluminando a estrada com os recursos da bondade e da alegria, convicto de que a nossa família na Eternidade é constituída de nossas próprias obras e, desse modo, estarás organizando magníficos moldes espirituais para as tuas novas tarefas na elevação ou na reencarnação em futuro próximo.

Emmanuel
Psicografia de Chico Xavier, em 1952.
Local – Centro Espírita Luiz Gonzaga